Primeiro tambor perfeito, por Ty Mitchell.

Ty Mitchell foi Campeão Mundial dos Três tambores por 4 vezes. Ele, como todos os tamborzeiros americanos, chamam o primeiro tambor de “Tambor do dinheiro”. E isso faz todo o sentido. É lá que a sua prova começa a dar “marca”.

 

Aqui Ty ensina como treinar seu cavalo de três tambores para ser consistente no primeiro tambor.

 

Antes de mais nada, é preciso entender que a entrada do primeiro tambor nunca muda. Não importa se a sua largada está no centro ou mais para a lateral da pista. O local de entrada do tambor, o ângulo de entrada, será sempre no mesmo lugar. E Ty sugere entrar quando o focinho do cavalo estiver paralelo ao tambor a uma distância de 3 metros, para dar espaço para o giro e ter uma boa saída em direção ao segundo tambor. Porque uma boa entrada no segundo tambor depende da saída do primeiro.

Quando o cavalo entra perto demais do tambor, tem a tendência de sair longe dele. E queremos que ele saia bem perto e alinhado para o segundo tambor.

Partindo da largada, leve seu cavalo mantendo as mãos baixas e olhando somente para o local de entrada do primeiro tambor. Pare seu cavalo nesse local. Se estiver a trote, vire a passo num movimento contínuo, apontando um pouco do focinho dele para dentro. Faça o giro com uma mão na rédea e outra no pito da sela e sem deixar que ele caia para dentro.

exercício-primeiro-tambor

Esquema para o exercício do primeiro tambor.

 

Se o seu cavalo for nervoso, faça o seguinte exercício.

 

Largue a trote, com mãos baixas (SEMPRE!), sentado na sela, sem projetar seu corpo para a frente e pare na entrada a 3 metros do tambor. Preste atenção para parar no local correto, nem antes, nem depois. Afunde na sela para ele parar. Parar puxando as rédeas é a última opção. Recue um ou  dois passos com calma, tranquilamente. Fique parado até que ele relaxe.

Seu cavalo só irá relaxar nesse ponto se você relaxar também.

Então, nesse ponto de parada, você precisa passar isso para ele. Vire para a sua esquerda e volte para a largada. Repita o exercício. O objetivo é acalmar seu cavalo e deixa-lo consistente nessa parte do percurso. Fique nesse ponto até que seu cavalo fique parado, relaxe e entenda que é isso o que deve fazer nesse momento. Somente depois que relaxar e parar é que você deve virar para a esquerda e voltar para a largada para repetir o exercício. Isto é uma correção, então precisa ficar bem claro para ele e ele precisa conseguir fazer o que você está pedindo. Repita isso por cinco ou seis vezes antes de tentar ir para o giro.

É muito importante que ele trabalhe consciente para que esteja firme para a pista em velocidade.

 

Não queremos um cavalo que precise ser checado antes do tambor. Queremos que ele saiba onde deve engajar e faça isso sozinho. É importante lembrar que essa linha entre a largada e o local de parada NÃO faz parte do giro, não é a porta de entrada do tambor. É somente a linha da largada. Então, faça seu cavalo ir reto, com as suas mãos alinhadas, rédeas no mesmo comprimento. Não chegue perto da parada já puxando o focinho do seu cavalo para dentro! Isso indicaria que você já quer que ele entre no giro.

 

exercício-primeiro-tambor-cavalo-nervoso

Esquema para o exercício no primeiro tambor, no caso de cavalos nervosos.

 

Após fazer esse exercício, a trote, por cinco ou seis vezes é hora de continuar em frente e fazer o giro. Segure somente a rédea de dentro, a outra mão no pito da sela e encoste calmamente a sua perna de dentro no cavalo. Faça o giro a passo e com movimento contínuo, focinho levemente para dentro. A saída do tambor deve ser próxima a ele e seu cavalo deve sair já apontando para o local de entrada do segundo tambor. Porque se o seu cavalo sair colado ao primeiro, mas apontando para o meio do segundo tambor, você terá que corrigir esse alinhamento durante a passada em velocidade. E isso certamente prejudicará seu tempo.

 

Saiba muito mais clicando aqui!

 

Comments 2

  1. Renata 2 de abril de 2017
    • tresgiros 2 de abril de 2017

Leave a Reply