fbpx

Treinamento de três tambores que você nunca viu

Treinamento de três tambores além do que imagina

 

O treinamento de três tambores é totalmente focado em treinar o cavalo e colocar o cavaleiro para montar esse cavalo.

Mas, assim como em outros esportes, o ganho no desempenho pode depender de outras ferramentas.

Tanto os competidores quanto seus treinadores acreditam que o segredo para o sucesso está no treinamento.

Você se prepara apenas treinando. Apenas executando o percurso.

No entanto, quando você não consegue o resultado esperado, quando termina a sua passada sabendo que não correu como gostaria, qual o primeiro motivo que vem a sua cabeça?

“Fiquei nervoso, deu um branco…”

“Não consegui focar,
nem pensar enquanto corria.”

“Foi tudo rápido demais,
não consegui agir rapidamente.”

“Perdi o foco na prova, porque
os giros me desequilibram.”

E por aí vai. Você treina de um jeito e na hora da prova tudo muda.

Uma prova de que somente treinar não basta para que você consiga correr bem.

 

Treinamento para quem corre tambor?

Tem algo faltando aí nessa equação.

E você sabe por que isso acontece?

A sua busca por resultados nos três tambores tem como base treinar no percurso.

Mas a sua falta de resultado se deve à sua falta de preparo mental ou conhecimento de equitação.

Então, treinar o percurso definitivamente não está sendo suficiente!

Você tem um treinador que trabalha e ensina o seu cavalo, deixa tudo nos trinques para o dia da prova, mas na hora H você se desconcentra?

Perde o foco, perde o ânimo, fica inseguro diante dos outros?

Não consegue tocar seu cavalo da melhor forma? Frustrante para você e para o seu treinador, não?

Você já se imaginou entrando na pista seguro do que fará, tão firme na sela que nada poderá te arrancar de lá?

Sabendo usar seu corpo e, principalmente, as suas mãos para ajudar o seu cavalo ao invés de atrapalhar?

Hum, nada mal não?

 

Vencendo as barreiras

 

De repente você pode não vencer aquela prova, mas ganhou uma batalha por sair da pista sabendo que fez o seu melhor.

Vou te dar alguns exemplos de como o seu cérebro faz você agir de uma forma diferente daquela que você deseja

1 – Você pode correr e pular em cima de uma tábua de 30cm de largura a 30cm do chão. Mas seu corpo trava e até sente calafrios quando essa mesma tábua está a 10m de altura.

Mas a sua habilidade física para correr e pular é a mesma. O que mudou?

 

2 – Você sabe onde deve levar seu cavalo para entrar nos giros dos tambores.

Faz isso tranquilamente em casa enquanto treina.

Mas quando chega na prova e seu cavalo corre mais, você não consegue nem enxergar as entradas dos tambores.

Mas você treinou e ele é o mesmo cavalo de sempre.

 

Entenda como você “funciona”

 

Acontece que tudo o que você ouve, enxerga, sente, passa primeiro pelo seu cérebro para que ele processe e envie um “comando” de ação.

Dentro dele as sensações e estímulos passam primeiro pela parte responsável pelas emoções e depois pela área da razão.

Portanto, tudo o que acontece com você é influenciado primeiro pelas emoções.
Não há nada que não passe primeiro pelas emoções.

Nessa área está o nosso senso de preservação, de segurança, que faz com que a primeira reação seja a de proteção, de se manter em segurança.

Então, mesmo que você tenha muita habilidade física para ficar em pé caminhando sobre uma tábua, em uma situação de maior desafio o seu instinto de preservação será maior do que a sua capacidade física de vencer o desafio.

Embora o seu corpo seja capaz de fazê-lo, você não conseguirá.

Exatamente o que acontece em uma competição, onde existe uma situação de pressão, um momento decisivo, onde precisa sair da sua zona de conforto e se arriscar.

Você sabe o que deve fazer, mas seu cérebro está sendo comandado pela emoção (medo, ansiedade, insegurança).

E suas emoções tomam conta das suas ações.

Isto é, a menos que saiba driblar essa parte emocional e fazer com que a razão venha à tona.

Isso permite foco, permite o uso da sua capacidade na íntegra e possibilita o aumento do seu desempenho esportivo.

Outra questão que tira o seu foco da prova e coloca uma venda sobre os seus olhos é a questão da segurança.

Se você não se sentir absolutamente firme e seguro (e realmente estar firme e seguro) em cima do seu cavalo em velocidade, seu cérebro nunca colocará o foco nas suas ações como cavaleiro, porque a sua segurança e autopreservação sempre serão mais importantes do que tudo.

 

Treinando você para treinar três tambores

 

Quando iniciamos nossos treinos nos tambores não aprendemos de fato o que é equitação.

Não sabemos qual a diferença entre levantar e baixar as mãos nas rédeas, entre sentar mais para frente ou mais para trás, não sabemos como adquirir assento, ou seja, nossa equitação é muito pobre.

Você já se perguntou que diferença faz puxar a rédea de dentro para baixo, para a cintura ou para o alto?

Sabia que isso muda a posição do corpo do seu cavalo?

Isso também faz parte da equitação.
E se você soubesse a diferença que você pode fazer em cima do seu cavalo, se soubesse como planejar as suas provas,  teria muito mais facilidade em tocar seu cavalo corretamente.

Algumas coisas parecem banais e sem importância, como a questão do assento.

Mas você sabe o que é ter assento?

Com certeza já ouviu seu treinador dizendo para se sentar na sela antes dos giros.

E você deve fazer isso em seus treinos.

“Agora me fale, na sua prova você consegue se sentar de verdade?
Você se senta e o seu cavalo entra com os posteriores para virar?
Durante os giros e na saída deles você está tranquilo,  bastante firme e não pensa que está rápido demais em momento algum?”

Se você respondeu SIM, parabéns você tem um assento correto!

Se respondeu NÃO, você precisa adquirir assento com urgência.
Porque sem isso você não terá ação na sua prova, terá somente a reação gerada a partir da insegurança que seu cérebro passará a você.

 

Treinando o seu foco

 

O seu foco ainda está em você mesmo e é hora de colocar o seu foco no percurso.

Incluir ferramentas para gerar foco, confiança e maior desempenho parece surreal para você?

No treinamento de três tambores isso ainda é uma novidade.
Em meio a tantos competidores apenas uma pequena parcela utiliza essa ferramenta que trabalha a mente para atingir um ALTO DESEMPENHO.

Diferente das outras modalidades esportivas onde essas ferramentas estão sendo cada vez mais utilizadas.

É o caso de vários atletas da natação, corrida, judô, futebol (como o PSG), rédeas, hipismo clássico e outras mais.

Esse é o 1º. de 3 passos que farão você aumentar o seu desempenho nos tambores:
ESTRATÉGIA MENTAL

Na minha coletânea para treinamento de três tambores, as 96 Dicas, reforço constantemente os ensinamentos para aumentar as mais poderosas habilidades de um competidor.

 

SOMENTE VOCÊ MESMO PODERÁ DECIDIR ENTRE PERMANECER AÍ OU PASSAR

PARA O PRÓXIMO NÍVEL

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

× Como posso te ajudar?