fbpx

Três tambores: melhore seu tempo acertando detalhes!

Três tambores é uma prova em dupla; você e seu cavalo. E cada fração de segundo conta. Vocês sempre podem melhorar e juntos baixar o tempo da sua prova. Heather Smith tem mais 10 dicas para te ajudar a ir mais longe. Aproveite!

 

1 – Três tambores – importante manter seu cavalo equilibrado, sempre! Os cavalos são naturalmente equilibrados. E continuarão assim se o cavaleiro nunca olhar para o chão e sempre olhar para cima e para frente. Olhe para onde você quer ir, para onde o corpo do cavalo irá passar. Sempre para a frente, pois o trajeto dos três tambores é esse.

 

2 – Você tem o hábito de se inclinar nos giros? Concentre-se e mantenha o cotovelo de fora apertado ao lado de seu corpo. Nosso cotovelo externo levanta-se, para fora e longe de nosso corpo quando nos inclinamos. É um truque rápido para não atrapalhar seu cavalo nos três tambores!

 

3 – A passo ou a galope, suas mãos devem mover-se com a cabeça do cavalo. Mas no trote devem ficar paradas. A boca de um cavalo é a parte mais sensível de seu corpo, por isso não devemos fazer contato o tempo todo. Mantenha as mãos paralelas e os cotovelos para a frente. Fique em harmonia com seu ritmo e eles se tornarão muito mais calmos, relaxados e menos estressados. O excesso de contato na boca é um grande incomodo. E pode ser irritante para a maioria dos cavalos.

 

4 – Um cavalo em movimento lento demais  acaba caindo para dentro do círculo. Mais ou menos como uma bicicleta, que oscila quando lenta demais. Impulsão é muito importante para uma boa movimentação. Trote de trabalho é o ideal para exercícios e treinos.

 

 

5 – Puxar sua rédea de dentro na direção da sua barriga é usado para “paradas de emergência”. Isso porque tira a estabilidade dos posteriores e o cavalo acaba parando. Na prova queremos que o cavalo vire o tambor fazendo força nos posteriores. Então não podemos puxar a rédea de dentro em direção ao nosso abdômen e muito menos puxar demais dobrando o pescoço dele. Ele tem que arquear suas costelas e não o seu pescoço. Apenas a ponta do focinho ligeiramente para dentro.

 

Três tambores é uma prova contra o cronômetro e todos os detalhes podem e devem ser melhorados!

 

6 – Um cavalo de três tambores em estágio mais avançado, praticamente não cruzará os posteriores quando estiver trotando em círculo. Pode cruzar  no início da virada do tambor e menos no final do giro. Coloque seu celular no mourão da cerca e filme você mesmo – a trote, qual o menor círculo que você pode fazer sem que seu cavalo cruze os posteriores? Tente usar mais a rédea de fora e menos a de dentro, pois a dentro pode puxar e dobrar o pescoço do cavalo. Dobrar o pescoço reduz muito o engajamento.

 

7 – Em vez de ficar levantando e levantando a paleta de dentro de seu cavalo, preste atenção ao engajamento. Empurre a mão de fora do cavalo para dentro do giro. Faça a paleta vir toda para o giro, sem dobrar o cavalo. Se o lado de dentro estiver muito pesado, o lado de fora estará leve e solto demais. Trabalhe para que seu cavalo se apoie nos posteriores, usando-os para fazer força e tracionar durante o giro. Dessa forma os giros serão equilibrados e rápidos.

 

8 – Para melhores círculos e giros em vez de “dobrar”, pense ALONGAR. Alongue o lado de fora do corpo do seu cavalo ao invés de dobrar o lado de dentro e trabalhar “encolhido”. Isso irá melhorar a extensão dos galões nas retas também!
9 – Em círculos tudo bem colocar a sua perna de dentro um pouco à frente e sua perna de fora um pouquinho atrás. Isso ajuda a arquear as costelas de seu cavalo.

 

10 – Acha que seus círculos estão perfeitos? Monte em seu cavalo trotando em  círculo segurando na extremidade das rédeas. Mantenha as mãos paradas e sem dirigir o cavalo no círculo. O círculo foi bom? Lembre-se – prova de três tambores requer círculos PERFEITOS!

 

Já se imaginou chegando na prova seguro de que tem muitas chances? Como seria?

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.