fbpx

Derrubar o tambor

VD DERRUBANDO TAMBOR from claudia ono on Vimeo

 

Por que derrubar o tambor é tão frequente?

 

Na maioria das vezes, derrubar o tambor acontece por não usar a perna de dentro para controlar o corpo do seu cavalo. Muitos cavaleiros afastam os pés e até levantam para não tocar no tambor.

O correto é ter o controle da cabeça, pescoço e paletas do seu cavalo antes do giro. Você pode conseguir fazer isso aplicando pressão na rédea de dentro enquanto usa ativamente sua perna de dentro para levantar a paleta de seu cavalo. Ele deve chegar ao tambor em pé, reto e sem matar demais a velocidade.

Um motivo para derrubar o tambor, especialmente o segundo, é que pode estar faltando espaço para seu cavalo virar. Uma boa distância para entrar seria 1,5m da lateral do segundo tambor. Essa distância depende do tamanho do seu cavalo, pois cavalos maiores precisam de mais espaço para entrar.

Outro motivo muito recorrente para derrubar o tambor é quando o cavaleiro não olha para a entrada do giro e sim para o tambor. Os cavalos seguem para onde olhamos e irá direto para cima dele.

Antecipar o giro também é um problema causado pelo cavaleiro, que na ansiedade ou receio de derrubar acaba tentando “tirar” seu cavalo lateralmente, o que aciona a embocadura, perca muita velocidade e faz com que vire antes da hora.

 

Como agir?

 

Antes de chegar aos tambores, leve seu cavalo com as duas mãos nas rédeas. Se você usar uma mão, é provável que encoraje seu cavalo a jogar a garupa para fora, baixar a paleta e bater no tambor. Se você acionar as rédeas e desacelerar seu cavalo muito cedo também poderá derrubar o tambor, porque estará tirando a força de seu cavalo. Ao invés disso, aproxime as rédeas quase juntando as duas e leve seu cavalo absolutamente reto até que a paleta dele passe o tambor. Somente nesse ponto coloque-o no giro.

Ensine o seu cavalo a circundar um tambor flexionando as costelas com o uso da pressão da perna de dentro. Ele deve caminhar para frente, girando ao redor da sua perna, com o corpo flexionado.

Lembre-se de que você precisa ter trabalhado para controlar todas as partes do seu cavalo para que ele possa executar o percurso do tambor com facilidade.

Acostume-se a levar seu cavalo reto para os pontos de entrada de cada tambor. Os pontos de entrada são parte fundamental para o sucesso de saídas próximas aos tambores e alinhadas para o seguinte.

Tanto as questões do cavalo quanto às questões do cavaleiro precisam ser trabalhadas dia a dia para que seja fixada memória de cada ação. Caso contrário, com a adição de velocidade nada sairá como esperado.

 

Se esse problema atinge você e seu cavalo, saiba como pode ser resolvido, conheça o Galope da Vitória clicando AQUI.

 

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.