fbpx

Cavalo hidratado – mitos e verdades sobre cavalos e a água

Cavalo hidratado e desidratado. Qual a importância da água?

 

A água é o combustível que mantém todos os corpos funcionando. Nos cavalos, é um nutriente que faz mais do que dar suporte à vida. A digestão correta e o equilíbrio da temperatura corporal dependem totalmente da água.

A falta de água pode causar cólicas, porque o organismo precisa de água para efetuar a digestão corretamente. Também pode causar um grande mal se a temperatura do corpo do cavalo subir.

Para manter um cavalo hidratado não basta simplesmente dar acesso à água limpa. É necessário ver a quantidade, temperatura, odor e gosto da água.

 

1. Quanto tempo um cavalo pode ficar sem água?

Embora os cavalos possam tolerar a falta de água por um bom período, a desidratação da restrição de água pode rapidamente tornar-se fatal. Recomenda-se procurar ajuda veterinária se um cavalo ficar dois dias sem beber água. Isso, claro, no caso de ter acesso e não beber. A partir do terceiro dia sem beber os órgãos do cavalo começarão a fechar e os danos nos órgãos podem ser irreversíveis.

Hidratação, no entanto, não é apenas beber água. Cavalos a pasto com alta porcentagem de umidade podem beber menos água do que um cavalo que se alimenta de feno. A alimentação seca (feno e ração) gera uma necessidade maior de água para manter-se hidratado.

São vários os fatores que podem alterar o consumo diário de água. Por exemplo: temperatura do ambiente, vida sedentária, exercícios intensos. Por isso, o ideal é que estejamos sempre alertas a quantidade de água oferecida e a sua qualidade.

 

2. Que temperatura os cavalos preferem beber?

Os cavalos preferem água morna (20°C) nos dias frios com temperaturas de 0°C ou menos. Pesquisas mostraram que cavalos bebem cerca de 40% menos quando a água está prestes a congelar, comparado ao que bebem quando a água está a 20°C. Isso porque a temperatura do ambiente está muito baixa.

Mas os cavalos mantidos em locais fechados ou em lugares com temperaturas mais elevadas beberam a quantidade normal de água a 0°C e a 20°C.

Lembrando que água fria não passa de 10°C, a morna em torno de 20°C. Se você colocar sua mão na água e ela estiver quente é porque está acima de 40°C, já que o corpo humano tem a temperatura de 37°C.

 

3. Como encorajo meu cavalo a beber?

A maneira mais fácil de incentivar que bebam é fornecer grande quantidade de água fresca, limpa, palatável, sem odores, a todo o momento. Cavalo hidratado precisa ter acesso a água fresca o tempo todo para que não beba somente quando estiver com sede. É necessário verificar e esfregar os bebedouros de água constantemente, pois o olfato do cavalo é muito mais apurado do que o nosso.  Eles não gostam de água mal cheirosa.

Outras maneiras de aumentar a ingestão de seu cavalo é incluindo feno imerso em água e fornecendo blocos de sal. É necessário haver um equilíbrio de sódio no organismo e isso se dá através do sal e da água, explica Gordon.

 

4. Um cavalo pode beber muita água?

Um cavalo pode beber muita água se ele sofre de certas condições de saúde, como a doença de Cushing equina. Essas doenças fazem com que o cavalo beba uma quantidade exagerada de água. “Ingestão excessiva de água pode causar estresse sobre os rins para eliminar o excesso de água e também pode diluir os eletrólitos no corpo do cavalo, diminuindo sua capacidade de regular a temperatura”, explica a nutricionista equina Kristen Janicki.

Cavalos saudáveis, no entanto, não bebem além da capacidade do seu corpo, diz Gordon: “Na pesquisa que realizamos olhando para a ingestão de água de adição de sódio para dietas, nenhum cavalo bebia além do que era considerado normal para o seu peso corporal ou com base em condições meteorológicas .

Devemos nos preocupar com o contrário: cavalos que não bebem água suficiente.

5. Quais são os sinais de desidratação?

Conhecer os sinais vitais de seu cavalo é uma boa maneira de se preparar para detectar a desidratação. Os sinais clínicos incluem uma frequência cardíaca elevada ou pulso (28-40 batimentos por minuto é normal para um cavalo adulto), alterações na cor da gengiva (mucosa rosa e úmida são normais – amareladas e vermelhas não!), e diminuição da elasticidade da pele (detectável através do teste pinch skin, onde se puxa a pele da lateral do pescoço e ela deve voltar ao normal em menos de 2 segundos. De acordo com a AAEP, mudanças a estes sinais vitais ocorrem quando o cavalo está entre 4 a 6% desidratado.

Os cavalos exibem alguns sinais como olhos afundados e dobra de pele logo acima do abdômen, quando os níveis da desidratação estão entre 8-10%. Quando os níveis estão abaixo disso, a desidratação pode ser revertida oferecendo água limpa e fresca. Mas, em casos em que a desidratação está entre os 8-10%, você precisará chamar um veterinário.

6. Como posso manter os cavalos hidratados nas competições?

Recomenda-se fazer paradas frequentes (a cada duas a três horas) para oferecer água a seu cavalo, quando ele viaja. Isso ajudará não só a ficar hidratado, mas também a aguentar uma viagem longa. Os proprietários também podem oferecer feno imerso em água a seus cavalos. Além de aumentar o consumo de água, o feno mascara o sabor da água de outros locais e ajuda a garantir que o cavalo permaneça hidratado. Durante competições ou passeios de trilhas, oferecer a sua água cavalo sempre que possível. Lembre-se de que os cavalos devem beber tanto quanto eles quiserem, sem restrição. Exceto se houver uma recomendação médica por algum problema de saúde.

7. Quanto tempo leva para que o cavalo desidrate em dias muito quentes?

Um cavalo parado bebe aproximadamente de 5 litros de água para cada 100 kg de peso corporal. Normalmente um cavalo de 500 quilos precisa de 25 litros de água por dia. Isso se a temperatura do ambiente estiver entre 10 e 15°C (nosso outono/inverno). Acima dessa temperatura o cavalo passa a ter maior gasto energético e a suar e necessita consumir mais água; cerca de 30 litros.

O tempo que o cavalo leva para ficar desidratado depende da alimentação, trabalho, se está em gestação, lactação e a sua idade. Mas eles aumentam o consumo de água quando os dias estão mais quentes, quando suam, quando gastam muita energia, quando precisam regular a temperatura do corpo.

No calor e para cavalos que trabalham e suam, a água é necessária para repor o que foi embora no suor. Portanto, para que um cavalo fique desidratado é preciso que haja restrição de água, pouca água ou água quente.

Um cavalo que trabalha no verão a 33°C necessita de 80% mais água nas quatro primeiras horas após o exercício. Isso pode significar um consumo de 40 litros ao dia.

8. Problemas de saúde podem afetar a ingestão de água de um cavalo?

Qualquer condição de saúde que diminui a ingestão de alimentos também pode diminuir a ingestão de água. E se um cavalo sofre de diarreia, ele pode se desidratar facilmente, mesmo bebendo quantidades normais de água.

Cavalos com glicose / insulina descontrolada podem beber e urinar mais, como ocorre com os humanos. E, como mencionado, os cavalos com doença de Cushing podem beber excessivamente.

A dieta também pode afetar o consumo de água. Altos níveis de fibra (tipo e qualidade do feno), sal, potássio e proteína na dieta podem aumentar a ingestão de água.

9. Logo após um treino intenso ou uma prova, devo diminuir o consumo de água dos meus cavalos ou devo permitir que bebam tudo o que querem, tudo de uma vez?

Um cavalo pode beber quanta água desejar, a qualquer momento, mesmo que seja depois de um exercício extremo. Lembre-se: cavalo saudável é cavalo hidratado!

Embora alguns proprietários tenham receio de dar água a vontade aos cavalos com “corpo quente”, pesquisas realizadas mostraram que os cavalos não bebem água além da sua capacidade estomacal, mesmo logo após exercícios intensos.

A água não precisa ser controlada. Forneça na temperatura ambiente ou bem fria direto da mangueira. Habituar os cavalos a beberem água salgada após um exercício intenso ajuda a repor as necessidades de água e eletrólitos. Com água pura disponível, também, ao mesmo tempo. “

10. Quando fizer uma cavalgada no campo, que tipo de fontes de água naturais são seguras para os cavalos? Quais são os sinais de que uma fonte de água natural pode não ser segura?

Novamente –  água limpa e fresca é a melhor água para manter seu cavalo hidratado.

Examine cuidadosamente uma fonte de água antes de permitir que o seu cavalo beba. Considere a clareza (chuva e escorrimento diminuição clareza), odor (que pode indicar água impura, potencialmente impactando palatabilidade), temperatura (tanto extremamente fria ou água quente) e cor (o que não afeta necessariamente a qualidade da água). Portanto, use esse fator em combinação com os outros. Não deixe seu cavalo beber uma água verde com cheiro ruim.

LIÇÃO DE CASA:

A melhor maneira de garantir um cavalo hidratado é oferecer livre acesso à água limpa, de qualidade, na temperatura certa. Independente se ele fica em baias ou solto, se fica parado ou se compete.

Fique atendo aos sinais de desidratação e trabalhe em conjunto com seu veterinário para resolver qualquer questão de saúde de seu cavalo.

Fontes: Horse hydration FAQs by Beckstett, Alexandra – The Horse Managing Editor / Southern States “5 tips for equine hydration & water management”

Comments 2

  1. Clarice 17 de abril de 2017
    • tresgiros 17 de abril de 2017

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.