fbpx

Rodeios: os 3 tambores antes e depois da ANTT

Logotipo ANTTHá 13 anos surgia a ANTT, formada por um grupo de competidoras de 3 tambores, decididas a serem a voz de todas as competidoras, por melhorias nas provas dentro dos rodeios.

Existe um claro divisor de águas entre as provas de 3 tambores nos rodeios antes e depois da ANTT. Talvez o público nunca tenha percebido essa falta de condições, mas quem já esteve atrás dos bretes e dentro daquelas pistas, sabe do que estou falando.

Falta de estrutura, falta de segurança, falta de conhecimento.

Banheiros ruins, pista ruim, nenhum compromisso com as atletas, locais de acampamento precários, falta de segurança para cavalos e cowgirls, fios de eletricidade soltos pelo chão que circunda a arena, entre outros problemas enfrentados pelas participantes. Mas não havia quem falasse por elas; até surgir a ANTT.

Priscila Aguiar, Silvana Bertato, Paula Camargo, Isabel Dias, Tamara Julio, Giovanna Balbo, Simone Zamora, Aline Lima, Daiane Sudário, Valéria Antunes e Gisela Garcia formavam a primeira diretoria da ANTT. E chegaram cheias de vontade de lutar por melhorias, pela profissionalização da modalidade e pelas necessidades das competidoras de três tambores. Iniciaram assim, um trabalho que segue até os dias de hoje, incansáveis e apaixonadas pelo cavalo e pelo tambor.

Provavelmente esta seja a receita do sucesso, a paixão pelo cavalo, as ações que saem do coração.

E elas fizeram sua lição de casa: muitos rodeios abraçaram a causa, e hoje se empenham em fazer seu melhor para que todos os quesitos sejam cumpridos com louvor. Sim, porque os rodeios com a ANTT têm exigências que vão desde a estrutura fora da arena, qualidade e segurança da pista, até a escolha apropriada de horários para as classificatórias, semi finais e finais. Tudo visando a qualidade da competição, a segurança e, por que não, a visibilidade de seus apoiadores.

Hoje a ANTT é uma marca de peso e de valor, por todas as conquistas e benefícios trazidos para as provas de 3 tambores. E também por fomentar um esporte que traz nos bastidores, um valor econômico e social imensuráveis.

Um esporte que une a família e as famílias em um único objetivo: o de conviver e dedicar boa parte da vida, a uma paixão que considero avassaladora – o cavalo e os 3 tambores. São cavalos que fazem mais do que girar ao redor de tambores; giram toda uma economia voltada para eles. Um mercado de produtos e serviços que existe em função desse esporte, e uma inestimável geração de empregos.

Comprometida com seus ideais e com a missão de trazer evolução às provas de 3 tambores, a ANTT mudou o cenário da modalidade no Brasil. Fomentou o esporte, na medida em que profissionalizava as provas de tambor nos rodeios.

Houve um período em que cavalos e competidoras que corriam os 3 tambores em rodeios não eram valorizados no mercado quartista. Muito disso se devia à imagem ruim desses eventos, causada pela falta de estrutura nessas arenas. Hoje esses cavalos têm altos valores, e são tão respeitados pelos seus resultados quanto qualquer outro quarto de milha que desponte nas provas oficiais da raça. E elas são muitas! As provas de 3 tambores tomaram conta do país, saindo do forte circuito São Paulo/Paraná/Rio de Janeiro e subindo em direção ao norte e oeste.

A evolução do esporte e a profissionalização não param por aqui. Muito ainda está por vir, é um esporte em franco crescimento. São centenas de inscrições por prova, muitas vezes milhares. E duas gerações de participantes competindo na mesma arena, nas suas diversas categorias. E a cada ano são mais e mais carinhas novas formando novos conjuntos. Mas este é um assunto para um próximo post.

 

Silvana, competidora dos 3 tambores e presidente da ANTT

Gostaria de agradecer a você, Silvana Bertato, pela entrevista e por contar a história da ANTT.

Saí do Haras São Francisco cheia de motivação após ter ouvido um relato de paixão e firmeza em seus propósitos.

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Comments 2

  1. silvana teixeira bertato 6 de dezembro de 2016
    • tresgiros 8 de dezembro de 2016

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.