fbpx

3 Tambores – 7 dicas para competir melhor

Na prova dos Três tambores você terá apenas poucos segundos e apresentar o seu melhor.

E quanto menor o tempo, melhor! Baixar o tempo NÃO é uma questão de empurrar e bater pernas apenas.

Evolua como cavaleiro e as suas chances serão cada vez maiores.

 

tres-tambores-dicas-treinar

 

1 – “Saltos para baixo” não é apenas uma regra da equitação para você parecer elegante na sela. É de extrema importância para montar bem! Cheque se os seus estribos estão bem ajustados, se estiverem curtos demais ficará difícil de baixar os calcanhares. Longos demais, farão com que a ponta dos seus pés vá para baixo. Preste atenção nesse detalhe tão importante.

 

2 – Para se tornar um competidor firme, seguro e equilibrado, lembre-se de que na hora da prova a velocidade é outra e fará com que seu corpo seja lançado para frente, para os lados e para trás. Com a velocidade, o seu corpo se torna mais “leve” sobre o cavalo. Trabalhe seu dia a dia prestando atenção no seu assento e mesmo quando adiantar seu corpo na sela, faça corretamente, sem perder o assento.

 

3 – Quer corrigir sua postura e colocar definitivamente seus calcanhares para baixo? Você achará estranho, mas é um excelente exercício para esse fim. Trote por um bom tempo em pé nos estribos. Quando conseguir fazer facilmente, comece a trotar em pé com uma mão nas rédeas e a outra totalmente vertical, para cima. Não é brincadeira! Experimente.

 

4 – Aprenda a colocar a sela corretamente. A parte da frente, onde há maior pressão exercida pelo peso do seu corpo, não deve ficar encostada ou sobre a escápula do seu cavalo. Pressionar ou limitar a movimentação desse osso causa dor e impede que seu cavalo se movimente corretamente tanto em reta quando nos giros. Um pouco de conhecimento sobre saddle fitting é muito mais útil do que a maioria das pessoas por aqui pensa.

 

5 – Evite os excessos! Você está tentando resolver problemas do seu cavalo aplicando muita flexão com muitos exercícios para dobrá-lo? Embora os cavalos (e qualquer atleta) precise de alongamento e flexibilidade, a posição perfeita para os cavalos de tambor necessitam de corpo mais reto e alinhado, com curvatura sutil. Se você estiver flexionando demais, provavelmente seu cavalo se tornará resistente, rígido e aborrecido. Corrija a causa e o sintoma desaparecerá.

 

6 – Experimente diferentes posições das rédeas para fazer um giro. Faça isso fora do percurso, claro! Seja sutil, apenas indique com leveza e NUNCA puxe as rédeas. Faça trazendo as rédeas em direção ao seu abdômen, cintura e pescoço. Então pergunte a si mesmo:

  • Qual delas fez com que seu corpo pesasse mais de um lado do que do outro sobre seu osso do assento durante o giro?
  • Qual delas fez com que seu cavalo cruzasse mais suas pernas traseiras durante o giro?
  • Qual delas fez seu cavalo apoiar mais nas mãos do que nos pés?

Precisamos colocar nosso peso nas sela, com posteriores engajados e com a frente mais elevada e leve. Faça ajustes na posição das suas rédeas para obter melhores resultados.

 

7 – Nunca subestime o “auxílio da visão”. Sempre que você quiser ir, faça um esforço consciente para OLHAR e permitir que seus ombros, torso, quadris e pernas sigam juntos. Observe e veja que seu cavalo também segue seus olhos, principalmente se estiver mais rápido, não apenas caminhando. Dirigir os olhos para os pontos chave do percurso fará com que a sua ação e a do seu cavalo sejam mais rápidas e eficientes.

 


 

O sucesso de cada um

Certamente você já se questionou do porque de existirem alguns (poucos) competidores que rapidamente despontam nas pistas. Talvez se questione sobre os motivos que levaram esses competidores e não você a subir tão rápido no pódio.

Um percentual bem pequeno de pessoas praticamente nascem "talhados à mão" para determinadas funções. E no esporte isso não é diferente. Mas e quanto aos tantos outros que despontam também?

Sabemos dos nossos esforços, mas não sabemos dos esforços dos outros. E tenha a certeza de que eles se esforçaram, e muito, para chegar lá!

Podemos correr atrás e encontrar inúmeras respostas e soluções para os nossos problemas. Com sorte encontraremos rápido. Mas nem sempre será assim.

Tenha em mente que a busca pela melhora e pela alta performance precisa ser seu primeiro objetivo. A partir daí, com trabalho e experiência, as coisas começarão a acontecer.

 

Competir é uma coisa; ser competitivo é outra. Busque informações e ajuda infinitamente!

 

 

Dica do autor: leia sobre as 6 Características dos vencedores clicando aqui.

E entenda se o tambor é para poucos aqui.

 

Comments 5

  1. Silvana 1 de fevereiro de 2018
    • tresgiros 2 de fevereiro de 2018
  2. deysiane 15 de agosto de 2018
  3. gericielly 5 de setembro de 2018
    • tresgiros 5 de setembro de 2018

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.